Esta página foi traduzida automaticamente para português. Clique aqui para mais pormenores

O Escritório Regional do Programa Mundial de Alimentos para a América Latina e o Caribe, por meio do Cluster de Logística liderado pelo PMA, reuniu recentemente mais de cinquenta atores-chave para um Treinamento de Equipe de Resposta Logística (LRT), considerado uma das simulações humanitárias de maior escala em logística. Foi a primeira vez que este exercício foi realizado em espanhol e na região, criando um precedente para atividades de preparação e resposta no continente.

O objetivo de um LRT é contribuir para a preparação do pessoal humanitário de diferentes agências e instituições para que possam tomar decisões mais rápidas e informadas no início de uma emergência. O evento contou com a participação de representantes de dezasseis países diferentes da América Latina e das Caraíbas, que tiveram a oportunidade de experimentar uma simulação através de um cenário feito à medida.

"O exercício foi totalmente imersivo. Todos nós que participámos suspendemos as nossas actividades quotidianas para viver um cenário de emergência tão realista quanto possível. Funcionou porque todos nós nos comprometemos a torná-lo uma realidade para esta região", disse Lila Ricart, Oficial Regional do Cluster de Logística.

A formação teve lugar na região do vulcão Cotopaxi, no Equador, onde os participantes puseram à prova as suas capacidades de resposta num dos pilares de qualquer operação humanitária: a logística.

Ana Heras - PAM

"Estamos muito satisfeitos por o Equador ter sido selecionado como país anfitrião desta importante formação. Na região, estamos expostos a uma grande variedade de emergências e catástrofes que exigem medidas de resposta mais eficazes. Vimos como o espírito de equipa prevaleceu durante este exercício, e esse é precisamente o nosso objetivo, contribuir para o reforço de uma resposta humanitária cada vez mais coordenada", disse Matteo Perrone, Diretor Nacional do PAM no Equador.

Organizações do sector humanitário que participaram incluíram a ADRA, ACNUR, FICV, OPAS/OMS, OXFAM, Plan International, Save the Children, UNICEF, RDC, Humanidade e Inclusão, OIM e Johanniter International, entre outras. O evento contou ainda com a presença de técnicos e autoridades do Serviço Nacional de Gestão de Riscos e Emergências do Equador e de responsáveis governamentais do Brasil, Panamá e Paraguai, para além de empresas privadas como a MAERSK, um dos parceiros do LET, e a Airlink.

Para mais informações sobre o LRT, contactar hq.glc.training@wfp.org

Para conveniência dos utilizadores do sítio Web do Logistics Cluster, alguns conteúdos são traduzidos para diferentes línguas utilizando uma ferramenta de tradução automática. Ao utilizar estas traduções, tenha em atenção que podem existir diferenças ou discrepâncias em relação ao conteúdo original. O Cluster de Logística não é responsável por estas traduções e pela sua exatidão. O texto da versão original deve ser considerado como referência.